Como controlar formigas (Hymenoptera)

1. Características

Pertencem à família Formicidae, o grupo mais numeroso dentre os insetos. Vivem em colônias, formam níveis avançados de sociedade, e são pragas na fase adulta. As formigas podem ser pragas (formigas cortadeiras) ou inimigos naturais (formigas predadoras)

1.1 Formigas predadoras

formiga predadora

As formigas predadoras têm diversas colorações e a reentrância no topo de sua cabeça não é profunda.

1.2 Formigas cortadeiras

formigas cortadeiras

As formigas cortadeiras têm coloração amarronzada e no topo de sua cabeça possuem uma reentrância pronunciada. Atacam as plantas em qualquer fase de desenvolvimento e são de difícil controle. Cortam as folhas, flores e ramos tenros das plantas para o cultivo do fungo simbionte, sua verdadeira fonte de alimento, que exige grande quantidade de material vegetal. As principais formigas cortadeiras são as formigas saúvas e as formigas quém-quéns.

1.2.1 Formigas saúvas                                    1.2.2 Formigas quém-quéms

formigas sauvas
Pertencem ao gênero Atta e possuem ninhos com grande quantidade de terra solta e três pares de espinhos no seu dorso
formigas quém quém
Pertencem ao gênero Acromyrmex e possuem quatro pares de espinhos no seu dorso e seus ninhos são pequenos.

 

 

 


 2. Danos:

formigas praga

Atacam intensamente e constantemente as plantas em qualquer fase de seu desenvolvimento, cortando suas folhas, flores, brotos e ramos finos, que são carregados para o interior de seus ninhos sob o solo.


3. Controle

3.1 Controle Cultural

formigas

-Movimentação do solo, nos locais dos formigueiros, para destruí-los .

– Realizar canais de terra ou canaletas ao redor dos canteiros, cheios de água e gotas de detergente neutro.

– Revestir o caule das plantas com cones invertidos de latas, folhas metálicas ou saias plásticas para impedir a subida das formigas.

– Uso de garrafas de plástico para proteger plantas jovens e mudas recém-plantadas.

– Cinzas: As cinzas de madeira atuam como repelente das formigas. Devem ser misturadas com água e aplicadas sobre as plantas ao final da tarde.

3.2 Plantas repelentes

– Cultivo permanente de batata-doce ao redor da horta ou entre canteiros, pois o látex que escorre da rama, quando é atacada pela formiga cortadeira, causa repelência à praga.

Gergelim (Sesamum indicum)
Gergelim (Sesamum indicum)

Cultivo de gergelim (Sesamum indicum) ao redor da horta, já que as substâncias químicas presentes neste vegetal afetam negativamente a vida das saúvas.

3.3 Inseticidas botânicos

-Agave: Pegue três folhas de agave (Agave americana L. e Agave atrovirens), macere e misture com água. Depois é só localizar a entrada do formigueiro e despejar o preparado. Ele reduz o desenvolvimento das formigas dentro do próprio formigueiro.

AGAVE AMERICANA BR

-Óleo de nim: É um composto natural extraído a frio das sementes da árvore do Neem (Azadirachta Indica). Fazer a aplicação à tarde, pois é um produto fotossensível, quanto menos luminosidade solar estiver, maior será sua ação.

Extrato fumo (Nicotiana tabacum). A nicotina é um alcalóide que se obtém através do fumo, principalmente das folhas; é um poderoso inseticida, devido a sua ação tóxica nos insetos.

-Extrato  das flores do piretro (Chrysanthemum cinerariaefolium). Atacam o sistema nervoso de todos os insetos. Quando usadas em quantidades menores atuam como repelentes. São biodegradáveis, especialmente em contato com a luz.

-Mamona (Ricinus communis). As folhas reduzem o crescimento dos fungos do formigueiro, atribuindo-se isto à presença de ricinina.

O Óleo de andiroba (Carapa guianensis) extraído das sementes tem propriedades inseticidas de controle sobre as formigas e o fungo.

3.4 Isca atrativa

São compostas de um material que atrai a formiga, como polpa de laranja ou bergamota desidratada, um ingrediente tóxico para as formigas e transformados em pequenas partículas chamadas de pellets. Devem ser distribuídas nos carreiros ou trilhas próximas à entrada.

Autor: Miguel Lancho Jiménez


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

-PICANÇO, Marcelo Coutinho – PROTEÇÃO DE PLANTAS: Manejo integrado de pragas. Viçosa, MG – 2010

-PAPA, G. Proteção de Plantas – Métodos de Controle de Pragas e Manejo Integrado. Viçosa, 2010.

-Maria Aico Watanabe Luiz Antonio Silveira Melo. Controle biológico de pragas de hortaliças. EMBRAPA Jaguariúna, 2006

– Miguel Michereff Filho; Jorge Anderson Guimarães; Alexandre Pinho de Moura; Valter Rodrigues Oliveira; Ronaldo Setti de Liz Reconhecimento e controle de pragas da cebola. Circular Técnica EMBRAPA Brasília, DF Outubro, 2012

-ISMAN, M.B. Plant essential oils for pest and disease management. Crop Protection, 204 Guilford 2000

-ROEL, A. R. Utilização de plantas com propriedades inseticidas: uma contribuição para o desenvolvimento rural sustentável. Rev. Internacional de desenvolvimento local, 2001

-NEVES, B. P.; OLIVEIRA, I. T.; NOGUEIRA, J. C. M. Cultivo e utilização do nim indiano. Santo Antônio de Goiás: EMBRAPA/CNPAF, 2003. 12 p. (Circular Técnica, 62)

-AGUILAR E. Inseticidas Botânicos: Seus Princípios Ativos, Modo de Ação e Uso Agrícola. EMBRAPA AGROBIOLOGIA. Seropédica – RJ 2005

-VENDRAMIM, J. D. Uso de plantas inseticidas no controle de pragas. In: CICLO

-ABREU JUNIOR, H. Práticas alternativas de controle de pragas e doenças na agricultura. Coletânea de Receitas.EMOPI, Campinas-SP, 1998.

-BARBOSA, F.R.; SILVA, C.S.B. da; CARVALHO, G.K. de L. Uso de inseticidas alternativos no controle de pragas agrícolas. Petrolina: EMBRAPA Semi-Árido. 2006. 47 p. (EMBRAPA Semi-Árido. Documentos, 191)

-MICHEREFF M. F.; GUIMARÃES J. A. Recomendações para o Controle de Pragas em Hortas Urbanas. EMBRAPA. Circular Técnica 80, Brasília, DF Novembro, 2009

-PENTEADO S R. “Defensivos Alternativos e Naturais”

 

 

2 thoughts on “Como controlar formigas (Hymenoptera)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.